> Vous êtes ici > Informations en portugais > Acolhimento das crianças > Regulamento do Tibleck

Regulamento do Tibleck

1. Apresentação das estruturas


O espaço Marchais « Le Tibleck » é uma estrutura camarária, composta de quatro sectores diferentes. O berçário, os trotters, o infantário e a UAPE são estruturas camarárias. O município criou-os para responder às necessidades das famílias de Grimisuat e Champlan.

Estas estão submetidas à legislação cantonal em vigor e às diretivas da comissão de infância da câmara de Grimisuat.

A equipa educativa tem por tarefa essencial o acompanhamento das crianças. Os educadores e educadoras são parceiros das famílias com as quais eles ou elas colaboram ativamente Eles/elas estão particularmente atentos ao bem estar, à segurança e ao desenvolvimento de cada criança.

As crianças são acolhidas nas diferentes estruturas segundo a idade.

  • Berçário: desde o fim da maternidade até aos 18 meses;
  • Trotters: dos 18 aos 33 meses;
  • Infantário: dos 33 meses ao inicio da pré escola
  • UAPE: da pré escola ao 6.° ano

Horários:

De segunda-feira a sexta-feira das 7h às 18h30
Nas vésperas de feriados ou de férias anuais, a estrutura fecha às 17h30.
Os horários de abertura da UAPE é estabelecido segundo os horários escolares. Durante as férias, a UAPE está aberta das 7h às 18h30 (exceto fecho anual do Natal e de Julho).

A estrutura fecha 5 semanas por ano; 2 semanas durante as férias de Natal e Ano Novo e 3 semanas em Julho. Nos dias feriados, a estrutura também estará fechada. No inicio do ano letivo, um plano dos dias de fecho será transmitido aos pais. Antes de cada período de férias escolares, os pais receberão por correio um boletim de inscrição especifico. Se os pais não devolverem o boletim nos prazos, as crianças serão consideradas como estando de férias e não serão acolhidas no Tibleck.

2. A inscrição

Para a admissão da criança, os pais devem residir no concelho, entregar a inscrição nos prazos e terem os dois uma atividade lucrativa remunerada.

A inscrição necessita dos documentos seguintes (dossier inscrição):

  • Um formulário de inscrição
  • Uma grelha horária
  • Uma declaração do empregador sobre a taxa de ocupação dos pais

Todos os documentos citados fazem parte integrante da inscrição e devem ser fornecidos integralmente para que a inscrição seja tida em consideração

A inscrição é entregue ao /à chefe de serviço e é preenchida para o ano escolar. Aquando de uma nova inscrição, uma é necessário marcar antes uma entrevista para conhecer as necessidades da família e visitar os locais. Todos os documentos úteis serão entregues aos pais para preenchimento, aquando desta entrevista.

Durante o mês de Março do ano letivo anterior, os pais renovam a inscrição para o ano letivo seguinte, preenchendo um novo dossier de inscrição. Um valor de inscrição anual será faturado A inscrição torna-se efetiva e definitiva desde a validação por e-mail ou correio do/da chefe do serviço.

A grelha horária deve fazer menção dos dias fixos da semana. O acolhimento nunca deve ser feito depois das 10h. Todos os pedidos de desenrasque devem ser feitos por escrito desde que possível (Fichas disponíveis nas estruturas ou em grimisuat.ch). Eles só serão aceites se houver vagas nas estruturas. Os pais que têm horários irregulares devem apresentar os mesmos até ao dia 25 do mês anterior às educadoras ou aos educadores.

No caso de haver mais pedidos que vagas disponíveis autorizadas pela autorização de exploração do estado do Valais, os contratos de 5 dias e/ou 4 dias e/ou 3 dias por semana serão reduzidos pelas modalidades definidas pelo conselho camarário.

Se os pais exercerem uma profissão no ensino e que não possam facultar a grelha horária dentro dos prazos, a grelha do ano anterior será tida em conta. As modificações só serão aceites se as disponibilidades da estrutura o permitirem.

Uma presença de um dia fixo por semana de um dia ou ¾ do dia é exigida para os bebes que frequentem o berçário por preocupação do bem-estar das crianças. Para os outros sectores, a frequência mínima exigida será fixada na primeira entrevista.

No caso de mudanças duráveis da situação familiar, um novo dossier de inscrição deve ser preenchido. Modificações provisórias serão aceites, contra uma nova grelha horária (ex. Maternidade, um período de desemprego, uma hospitalização, etc.). Os dias suplementares serão acrescentados à fatura mensal.


Os pedidos de socialização serão considerados segundo a disponibilidade a partir da idade de 24 meses.

Os pais devem poder ser contactados durante o dia. Eles comprometem-se a informar o pessoal educativo de todas as mudanças da situação pessoal, de médico, de residência, de local de trabalho, de taxa de ocupação e/ou de coordenadas telefónicas

3. Período de adaptação (berçário, trotters e infantário)

Um período de adaptação é necessário para a criança. Os objetivos são de permitir à criança de se separar dos pais nas melhores condições possíveis; dar-lhes a segurança no seu novo ambiente; de conhecer a equipa educativa e as outras crianças.
Para os pais, esta é a ocasião de fazer mais amplo conhecimento com o meio ambiente e a equipa educativa.

Esta adaptação constitui uma etapa necessária para toda colocação. Depois da primeira visita dos pais com a criança, os chefes de sector transmitem aos pais um plano de integração em função do mês de colocação pedido, do mês de adaptação (4 períodos por ano: Fevereiro, Maio, Agosto e Novembro) e do seu desenvolvimento. Os pais são bem vindos nas estruturas, mas farão atenção para não perturbar o funcionamento do grupo, ficando discretos e observadores.

4. A transferência entre os diversos sectores

Cada criança tem um processo pessoal no qual figuram as informações observadas, a folha de inscrição, a frequência semanal, o questionário do primeiro encontro, os diversos documentos que lhe dizem respeito. Este processo segue a transferência da criança.
A criança tem também as coisas pessoais, como o peluche, a chupeta, as pantufas, a escova de dentes, as roupas de reserva, todos os acessórios de higiene (toalhetes, creme, ...), e todas as outras coisas que lhe pertençam. Estas seguem a com a criança quando esta muda de sector.

Os períodos de transferência
As transferências de um sector ao outro fazem-se em 4 períodos no ano. Eles são organizados da seguinte forma:
As crianças devem passar de um sector ao outro em:

 

Julho-Agosto-Setembro

:

as transferências serão feitas em Agosto

Outubro-Novembro-Dezembro

:

as transferências serão feitas em Novembro

Janeiro-Fevereiro-Março

:

as transferências serão feitas em Fevereiro

Abril-Maio-Junho

:

as transferências serão feitas em Maio

 
A equipa educativa tem em conta os seguintes pontos:

  • a criança está pronta a passar para o grupo seguinte em função da sua idade e/ou do seu desenvolvimento geral. Este elemento é determinante para a equipa educativa e validade pelo chefe de sector.
  • os chefes de sector preparam juntos o plano de pré-passagens e passagens
  • as equipas educativas organizam para os pais um fim de tarde para visitar o grupo no qual a criança deles será acolhida. Durante esta visita, a equipa educativa vai explicar o funcionamento do sector e responder a todas as perguntas.
  • no fim do período de passagem, todas as informações necessárias e úteis para o seu acolhimento são transmitidas ao novo sector.

A transferência

A duração da adaptação pode variar de uma criança para outra: algumas crianças precisarão de mais tempo para se sentirem à vontade no novo grupo.
A primeira vez, uma pessoa acompanha a criança ao seu novo sector e fica com ela um momento. A duração da presença do educador/da educadora pode variar em função da criança. Se a sua integração se passar bem e que a criança se sente à vontade, o adulto que a acompanha pode deixá-la um momento sem a sua presença.
Em função das necessidades da criança, cada etapa pode ser reconduzida várias vezes.

O tempo durante o qual a criança fica no novo grupo é prolongado pouco a pouco introduzindo primeiro um lanche ou uma refeição e depois uma sesta e por fim um dia completo.
A partir do momento em que a criança está definitivamente integrada no seu novo grupo, a equipa educativa informa os pais que na data indicada por esta, ele poderão trazer a criança diretamente no referido grupo.
Todas as coisas da criança são definitivamente transferidas para o novo sector e a criança inscrita a partir desse momento.

Para os sectores do berçário e dos troters, quando uma criança está de férias por um período de um mês ou mais, um período de readaptação pode ser pedido.

5. Regras de vida do local de acolhimento

Horas de chegada e de partida do berçário, dos troters e do infantário

Para não perturbar as crianças durante o dia, os pais têm de respeitar os horários de partida e chegada seguintes:

 

Berçário

:

½ dia de manhã, ¾ de manhã ou dia completo >> chegada até às 8h45

 

:

½ dia de manhã >> partida entre as 11h e as 11h45

 

:

¾ de tarde >> chegada entre as 11h e as 11h45

 

:

½ de tarde >> chegada entre 12h45 e 13h30

 

:

¾ de manhã >> partida entre 12h45 e 13h30

 

:

½ dia de tarde, ¾ de tarde ou dia completo >> partida desde as 16h15 até às 18h25 para transmissão de informações

Troters

:

½ dia de manhã, ¾ de manhã ou dia completo >> chegada até às 9h00

 

:

½ dia de manhã >> partida entre as 11h30 e as 11h45

 

:

¾ de tarde >> chegada entre as 11h30 e as 11h45

 

:

½ de tarde >> chegada entre 12h45 e 13h30

 

:

¾ de manhã >> partida entre 12h45 e 13h30

 

:

½ dia de tarde, ¾ de tarde ou dia completo >> partida desde as 16h15 até às 18h25 para transmissão de informações

Infantário

:

½ dia de manhã, ¾ de manhã ou dia completo >> chegada até às 9h00

 

:

½ dia de manhã >> partida entre as 11h15 e as 11h45

 

:

¾ de tarde >> chegada entre as 11h15 e as 11h45

 

:

½ de tarde >> chegada entre 12h45 e 13h30

 

:

¾ de manhã >> partida entre 12h45 e 13h30

 

:

 

½ dia de tarde, ¾ de tarde ou dia completo >> partida desde as 16h15 até às 18h25 para transmissão de informações

UAPE

desde as 7h00 até às 18h25 para transmissão de informações

 

Coisas pessoais

Declinamos toda responsabilidade no caso de perda ou deterioração das coisas pessoais. Para evitar ao máximo as perdas, é imperativo de anotar o nome da criança em todas as suas coisas (pantufas, sacos, casacos, etc.). As coisas emprestadas pelo pessoal serão lavadas e devolvidas nos mais breves prazos. O Tibleck declina toda a responsabilidade no que respeita objetos, bijus, roupas... perdidos, roubados ou estragados.

Todas as coisas pessoais esquecidas na estrutura antes dos fechos de Natal e no verão serão dados à Caritas Valais.

Lista de material

Nós agradecemos os pais de trazer para o berçário, os troters e o infantário:

  • um biberon ou uma caneca de bico se necessário
  • um par de pantufas
  • fraldas e toalhetes (ir repondo)
  • um ursinho e a chupeta se for preciso
  • mudas de roupa (ir repondo e adaptar ao crescimento e às estações)

Para a UAPE as crianças trarão um par de pantufas, nas quais o nome da criança deve estar escrito.

A escova de dentes, copos e dentífrico serão fornecidos pelas estruturas, como as batas para as atividades criativas.

Doença e acidente

A equipa educativa ocupa-se de ver a questão geral de saúde das crianças confiadas à estrutura. Mas é imperativo que os pais comuniquem todas as informações que respeitem à saúde das suas crianças: alergias, intolerâncias, diabetes, problemas senso-motores etc. Aquando da entrevista de inscrição, um documento de referência para as doenças será transmitido aos pais e deve ser guardado.

A estrutura não acolhe crianças doentes. Os pais comprometem-se a encontrar um sistema de guarda alternativo para os filhos quando estes estão doentes.

Em todas as coletividades, as doenças contagiosas são inevitáveis e isto mesmo com todas as medidas de precaução tomadas. No interesse de todas as crianças e para limitar os riscos de epidemia, é pedido aos pais que guardem as suas crianças em casa quando a febre é superior a 38°, que tem uma doença contagiosa, ou que o seu estado geral não permite seguir um ritmo normal do dia no seu sector. O pessoal está autorizado a recusar o acolhimento da vossa criança se ela tiver sintomas de doença.

Se a criança ficar doente durante o dia, o pessoal educativo pedirá aos pais para virem buscar a criança o mais rápido possível (mais ou menos na hora seguinte). Os medicamentos serão sempre que possível dados pelos pais.

Em caso de acidente, o pessoal educativo contactará os pais. Em caso de urgência ou impossibilidade de contactar os pais, o pessoal educativo tomará as disposições que se imporem, consultando o pediatra, o médico de guarda ou o médico conselheiro.

Observações

Nós pedimos aos pais de terem, além do seguro de doença e de acidentes para as suas crianças um seguro de responsabilidade civil.

À chegada e à saída, os pais ajudam as suas crianças a prepararem-se no vestiário. Eles devem levar a criança ao seu grupo e anunciarem ao pessoal educativo quem será a pessoa que virá buscar as crianças. As crianças que frequentam a UAPE devem ser acompanhadas até à entrada do sector e entregues ao pessoal educativo. Se não for o caso, a estrutura declina toda responsabilidade.

Os pais devem indicar por escrito, no impresso de inscrição, a ou as pessoas autorizadas a virem buscar a sua criança se não forem eles mesmos a virem. Em principio só as pessoas maiores de idade podem tomar a seu cargo uma criança. A criança nunca será entregue a uma pessoa que não conste daquelas que estão autorizadas se a estrutura não for avisada. No caso de pedidos particulares (recusa de contacto, autoridade parental, perda de direito de guarda, etc.) respeitando as relações entre a criança e um adulto especifico, os pais devem entregar na entrevista de admissão ou rapidamente se houver mudanças, a decisão do juiz se houver uma ou um pedido escrito que nomeia as pessoas não autorizadas a terem contacto com a criança. O pessoal educativo reserva-se o direito de pedir um documento de identificação a toda a pessoa que venha buscar uma criança e /ou telefonar aos pais em caso de dúvida.

6. Colaboração com os pais

Um contacto diário com a equipa educativa é estabelecido a quando da chegada ou da partida da criança, para permitir troca de informações.

A colaboração entre os pais e o pessoal educativo é essencial para otimizar a tomada de posse da criança. No que respeita a UAPE, as tarefas escolares podem ser realizadas na estrutura, mas os pais ficam responsáveis pelo seguimento dos deveres das suas crianças.

Desde o 3° ano primário, as mudanças escolares efetuam-se de forma autónoma, a UAPE é responsável pela criança até à partida para a escola, ou seja 5 minutos antes das aulas. As crianças que andam na escola em Champlan, serão transportadas por pessoal com carta de condução de transporte escolar com um autocarro exclusivo para a instituição.

Se um seguimento profissional estiver a decorrer (logo-pedia, Psico motricidade, ergo-terapia, ...), os pais devem informar as educadoras para um encargo ótimo por parte delas.
Por vezes organizam-se saídas. Os pais que não queiram deixar os filhos participar nessas saídas devem assinalá-lo. O pessoal utiliza fotos a nível interno, para publicação no site Internet de Grimisuat ou para uma atividade particular. No caso de não aceitarem uma eventual publicação de fotos ou vídeos, os pais devem escrevê-lo no impresso.

7. Tarifas e condições de pagamento

A tarifa é aplicada segundo os rendimentos (número 26 da tributação fiscal).

No caso de mudança de rendimento entre duas tributações fiscais, será tido em conta na medida que este chegue ou ultrapasse os 30’000.- CHF.

Casos particulares:

  • quando o pai ou a mãe não casados vivem juntos: os dois rendimentos são considerados
  • quando o pai que tiver a seu cargo a criança se voltar a casar, a totalidade dos rendimentos dessa nova família serão considerados

Um sistema de desconto (2ª, 3ª criança, e por ai fora) está detalhada na página das tarifas.

Segundo os impressos anexados, uma fatura mensal detalhada é entregue aos pais. Um recibo anual será automaticamente enviado às famílias para as declarações de impostos. No caso de perda deste, um duplo pode ser faturado 5.-. Uma cotização anual de 20.- CHF por família será cobrada no inicio de cada ano escolar.

Aquando das férias escolares, quando as crianças frequentam a UAPE em ½ , ¾ ou dia inteiro, a tarifa infantário será cobrada. Da mesma maneira, para as crianças de 1º ano pré escolar que ficam a tarde completa na UAPE.

Sistema de tarifas da UAPE

Desde o inicio do ano letivo de 2015, um novo sistema de tarifas será utilizado na UAPE. Este não muda em nada as tarifas dos anos anteriores. Os preços ficam os mesmos em função da classe salarial.

Cada tranche horária tem um bloco horário definido. Este depende das tranches horárias mencionadas pelos pais no momento da inscrição da criança na UAPE (por ex: uma criança vem das 7h30 às 9h00 de manhã é um bloco de 1h30, para a criança que vem das 8h às 9h, é um bloco de uma hora). Já não é possível entrar cada dia modificações de horários à meia hora ou à hora. Os pais comprometem-se a respeitar as horas mencionadas nos quadros de frequência Se as crianças devem partir mais cedo por uma razão ou outra, nenhuma modificação será feita.

O conselho camarário edita as tarifas.

8. Faltas

Para favorizar o bom funcionamento da estrutura, os pais devem avisar a equipa educativa.
Para o berçário (027/398 74 33) os troters (027/398 76 82) e o infantário (027/398 74 34):

  • Em caso de ausência ou doença, os pais devem avisar a equipa educativa antes das 9h. Um valor correspondente ao preço de uma reserva será faturado
  • As férias avisadas com 15 dias de antecedência não serão faturadas
  • Toda a ausência não avisada antes das 9h para as crianças que estão previstos em dia completo, ¾ ou ½ dias de manhã será fatura por inteiro, incluindo a refeição.
  • Toda a ausência não avisada antes das 13h30 para as crianças que estão previstos em dia completo, ¾ ou ½ dias de tarde será fatura por inteiro, incluindo a refeição.

Para a UAPE (027/398 74 35)

  • Para toda a mudança devido a passeios de escola, saídas de ski ou outras atividades não habituais, os pais devem avisar com 48h de antecedência o pessoal educativo. Nenhum valor será faturado
  • No caso de doença ou ausência, os pais devem avisar o pessoal educativo antes das 8h. Um montante será repartido sobre todo o dia; todas as faltas não avisada antes das 8h será faturado por em cheio.
  • As férias anunciadas com 15 dias de avanço não serão faturadas; toda a ausência não avisada será faturada por em cheio com a refeição

9. Resiliação

Ao assinar o contrato de inscrição, os pais comprometem-se a respeitar o presente regulamento. A resiliação do contrato deve ser comunicada por correio ou electrónicamente pelo menos com um mês de avanço, exceto circunstâncias particulares.

No caso de não respeito das modalidades de pagamento, o contrato de inscrição pode ser resiliado.

Para o bem-estar de todas as crianças das estruturas, a instituição acorda-se o direito, se uma criança tiver comportamento perturbador, a tomar as disposições necessárias.

10. Órgão de controlo e monitorização

O serviço cantonal de ajuda à juventude é o órgão de apoio, de monitorização e de recurso. Ele assegura que as diretrizes cantonais em matéria de acolhimento ao dia sejam respeitadas.

 

En savoir plus

Berçário UAPE
Imprimer le contenu de cette page Télécharger cette page en PDF Recommander cette adresse à un ami

Adresse

COMMUNE DE GRIMISUAT
Pl. Mgr Gabriel Balet
Case Postale 17
1971 Grimisuat

Ouverture
Secrétariat général  
Lundi-vendredi 9h-12h
Jeudi 16h-18h
027 399 28 52
Finances, contributions  
Mardi et jeudi 9h-12h
027 399 28 52
Technique et constructions  
Mardi et jeudi 9h-12h
027 399 28 66
s'inscrire newsletter